top of page
BG_4.png
logotipo_horizontal_simbolo_laranja_fundo_escuro_sem_fundo250 px.png

Comunicação Internacional: Fale com todo mundo com confiança e no seu Flow

Falar para audiências globais é como navegar um oceano cultural onde suas palavras podem transcender fronteiras e conectar pessoas. Tanto no seu dia a dia pelo Brasil ou em viagens para o exterior, o Inglês é o idioma universal para criar essas conexões e abrir caminhos e oportunidades com pessoas de diferentes culturas e vivências.


Lembro de um evento que participei no Rio de Janeiro em que das 20 pessoas presentes, 3 eram brasileiras (contando comigo!) e as outras todas de nacionalidades diversas, como inglêses, canadenses, colombianos, suecos, noruegueses, alemães, espanhois... Era quase que como uma conferência da ONU, e conseguir se comunicar de forma leve e confiante sem gerar ruídos e desconfortos pode ser um desafio em situações assim.


Aqui estão algumas dicas para aprimorar suas conversas internacionais e se tornar um verdadeiro maestro na arte de se expressar globalmente, seja para uma reunião ou apresentação na empresa, para uma festa ou evento com público internacional, ou mesmo para sua próxima viagem pelo mundo:



Um desenho de uma pessoa dando uma palestra para um grupo com uma imagem do mapa mundi ao fundo, estilizada com cores neon


Cadência é a Chave:

A velocidade da fala pode ser uma barreira para muitas pessoas, e vários alunos de Inglês têm dificuldades de entender o ritmo de fala em vídeos e músicas americanas. Nós BRs, por exemplo, frequentemente achamos desafiador entender quando alguém fala muito rápido, ou produz sons que passam a sensação de que as palavras se fundem. Isso pode acontecer também no caso contrário, com pessoas de outros países ouvindo português pela primeira vez.


Dê à sua audiência o tempo necessário para absorver suas palavras, e tenha como objetivo principal da sua fala ser entendido e transmitir suas ideias. A atitude de querer se comunicar e compartilhar é o que vai fazer a diferença, muito mais do que a complexidade do vocabulário usado ou a gramática perfeita.




Talvez você já tenha visto esse vídeo que viralizou como uma piada anos atrás. Pense na intenção de se comunicar, e perceba que mesmo com as limitações no Inglês, ela bota o Inglês pra fora!


"You talk about everything, eles understand..."

Metáforas Universais:

Metáforas são como pontes culturais, mas escolha as que vai usar com cuidado. Referências a esportes locais podem gerar confusão se não forem comuns para as outras pessoas, e existem alguns assuntos mais polêmicos e que podem gerar desconfortos como política e religião.


Opte por metáforas universais que transcendem fronteiras culturais.


Mestre das Palavras:

A palavra é sua ferramenta mais poderosa. Vale pensar nas gírias e expressões que podem ser mal interpretadas ou mesmo desconhecidas para muita gente.


Por exemplo, os alunos Flow falam várias expressões que aprendem nas aulas, como "day in, day out". Para falar com pessoas que conhecem mais do Inglês, é tranquilo e não comstuma gerar confusão, mas para quem nunca viu essa expressão antes, a ideia que ela transmite pode ser diferente da intenção. Simplicidade muitas vezes é a chave.


"We work on this project day in, day out, ensuring quality and efficiency."

E você, já sabe o que significa essa expressão? Conta pra gente nos comentários do Instagram ou por nosso WhatsApp, e se ficar com alguma dúvida, pode nos chamar por lá também.


Linguagem Corporal Sem Fronteiras:

Antes mesmo de suas palavras, sua linguagem corporal fala volumes. O que é educado em um lugar pode ser ofensivo em outro.


Gestos como o sinal de "ok" é considerado obsceno em alguns lugares. Expressões faciais podem variar também. Você sabia que em partes da Ásia, um sorriso pode expressar desconforto!?



Uma pessoa fazendo o signal de "OK" com a mão para outra pessoa que faz um sinal de "Jóia" com as mãos


Explore mais da sua Body Language e tenha cuidado para evitar mal-entendidos, e se acontecerem, entenda que pode ser essa diferença cultural e não algo pessoal, e continue com seu Flow.


Dica Final: Seja um Cidadão do Mundo!

Pesquise, pergunte e crie espaço para uma comunicação consciente. Respeite as diferenças, mas mantenha sua autenticidade. Um ditado que pode ser útil para evitar confusões é:


Quando em Roma, aja como os romanos.

Mas algo que eu gostaria de reforçar para finalizar esse artigo é a importância de manter sua essência, respeitando os valores que são fundamentais para você.


Em um video que assisti há muito tempo, o professor Clovis de Barros Filho, conta que ao receber um convite para palestrar para um grupo de mulheres da Liga das Senhoras Católicas, pediram que ele diminuísse no uso de palavrões. E ele responde dizendo que o pessoal que quer ir assistir a palestra dele seria prejudicado e enganado se ele não respeitasse a sua essência, palestrar sem usar palavrões não seria autêntico. As organizadoras concordaram, e depois da palestra receberam ótimos feedbacks e o convidaram para uma nova palestra, afirmando que sem essa característica a palestra de fato estaria incompleta.



Foto de uma pessoa de costas com um microfone na mão olhando para uma audiência para dar uma palestra


Mergulhe na jornada de comunicação global, onde cada palavra se torna uma ponte cultural. Afinal, na Flow, acreditamos que a verdadeira maestria está na capacidade de se comunicar de forma eficaz, leve e fluida em qualquer lugar do mundo.





3 visualizações

Yorumlar


bottom of page