top of page
BG_4.png
logotipo_horizontal_simbolo_laranja_fundo_escuro_sem_fundo250 px.png

Fale com Confiança: Consciência Corporal para o seu Inglês

A comunicação em inglês não depende das palavras que você memorizou, da gramática perfeita, do sotaque que esconde sua brasilidade... Comunicação acontece quando existe intenção, quando todos os envolvidos querem entender e se comunicar uns com os outros. Vocabulário e gramática são, sim, a base para conseguir falar o idioma. Mas tem uma outra coisa que nem sempre é falada e poucos sabem identificar isso e treinar isso… O poder da linguagem corporal e da consciência corporal!

 

Isso é muitas vezes negligenciado, mas desempenha um papel crucial na comunicação eficaz. Aí fica a pergunta:

 

Você já pensou nisso ou estudou sobre isso?

 

Neste artigo, vamos explorar como a consciência corporal pode ajudá-lo a falar com confiança em inglês. Prepare-se para descobrir as técnicas e práticas que o ajudarão a transmitir sua mensagem de forma clara, impactante e autêntica.

 

A consciência corporal envolve estar atento aos sinais e expressões do corpo durante a comunicação. Compreender a conexão entre corpo e mente é essencial para se expressar com confiança, percebendo sua postura, gestos e expressões faciais enquanto fala, inclusive em inglês. Mas vamos além… Conhecer a musculatura que você usa para produzir os sons no Inglês pode deixar tudo mais claro para você falar e também entender.

 

Já conheceu alguém que a voz muda quando fala outros idiomas?

 

Isso é super normal porque cada língua usa uma musculatura diferente do corpo para produzir os sons, e quando você conhece esse padrão e o usa em seu favor, consegue falar com mais leveza, mais clareza, e tudo se conecta com mais facilidade.

 

Um teste rápido para esse assunto ficar mais claro:

 

Português é um idioma bastante nasal. Se você tentar falar a frase abaixo apertando com o seu nariz tapado, vai perceber que sua voz muda bastante. Tente aí:

 

"O menino trabalha com seu pai."

 

Se você fizer o mesmo enquanto fala a versão da frase em Inglês e usando a musculatura natural do Inglês, sua voz mal será alterada enquanto fala. Pode fazer o teste. Se sua voz estiver mudando muito, precisamos de mais treino com a musculatura do Inglês!

 

"The boy works with his father."

 

Esse é um assunto MUITO divertido de explorar e que faz uma grande diferença na sua relação com o Inglês. Uma parte muito presente e importante das nossas aulas na Flow.

 


E já que estamos falando de sons...

que tal esse desafio que já deixou muita gente tensa nos estudos de Inglês: Você consegue fazer o som do "TH" no Inglês, como em "Think"?

 

É muito comum confudir esse som com o "S" do Português. E também com o "F" do Português. E ainda com o "T".

 

O som representado pela combinação de letras "TH" em inglês na verdade tem duas pronúncias distintas: o fricativo dental mudo /θ/ e o fricativo dental sonoro /ð/.

 

A versão muda do som, como nas palavras "think" e "bath", é produzido colocando a ponta da língua contra os dentes da frente na parte de cima da boca e exalando ar sem usar as cordas vocais.

 

Já a versâo sonora, como nas palavras "this" e "bathe", é produzido da mesma forma que o fricativo mudo, mas com a adição da vibração das cordas vocais.


Conseguiu entender essa diferença?

 

A consciência corporal também abrange voz e entonação, e alguns outros elementos que transformam a percepção e confiança na fala. Reserve alguns minutos - de preferência todos os dias, com disciplina e consistência - para se conectar com seu corpo e mente, trazendo plena atenção para cada momento de interação com Inglês. Essa prática ajuda a reduzir a ansiedade e as travas para falar, e aumenta sua confiança para fluir de maneira autêntica e assertiva.

 

Ao despertar o poder da consciência corporal, você abre um novo mundo de comunicação confiante em qualquer idioma. Isso pode ser usado para situações do dia a dia, viagens, reuniões, entrevistas de emprego... you name it!

 

É hora de falar com confiança.





10 visualizações

コメント


bottom of page